Feira de Santana iniciou Escola de Fé e Politica no dia 10

Desde a sexta feira à noite, dia 10 de fevereiro,  até a manhã deste domingo o CNLB esteve dando uma assessoria para a Escola de Fé e Cidadania da Diocese de Feira de Santana.
A coordenação ficou a cargo da Faculdade da Diocese de Feira de Santana, mas com a participação do Conselho de Leigos da diocese, da Caritas, das pastorais sociais, entre outros, elaborou-se o curso, que de agora em diante terão mais 5 momentos de aulas.

Um ponto fundamental é que a aula não se dá em uma ou duas horas, mas ocupa o dia todo do sábado e a manhã do domingo. Nesta primeira aula abriu-se com uma análise de conjuntura atual comandada por Carlos Signorelli, foram convidadas as comunidades todas da diocese, o que fez passar de 100 número de participantes no local. No sábado e no domingo, o quórum foi de aproximadamente 50 pessoas, restrito apenas aos participantes inscritos.

“O ponto mais gratificante foi a presença maciça das mulheres, em número muito maior do que os homens. Isso indica que as mulheres cada dia mais se interessam em ser fermento em um momento turbulento onde há ainda uma esperança de mudança no final do túnel”, diz Signorelli

A participação  foi muito acima das expectativas. Isto faz com que uma longa viagem, o cansaço, o ficar longe da família, sejam considerados momentos de gratificação por estarmos a serviço do Pai. Em anexo veja a foto dos participantes, estando à frente o pe. João Eudes, coordenador da Faculdade e o pe. Avelino, espanhol, reitor do Seminário Mario, onde ficamos muito bem alojados.

Artigos Relacionados

1 Comment

  1. Claudijane Pimenta 13 de fevereiro de 2017 at 21:00

    Fim de semana muito rico em conhecimento e, também prazeroso! Parabenizo a todos, que coletivamente, organizaram o curso para acontecer em Feira de Santana. E , neste primeiro momento, foi maravilhoso contar com a presença do professor Carlos Signorelli, que nos proporcionou momentos de reflexão e de troca de aprendizado satisfatória.

Leave a reply

Seu e-mail não será publicado nos comentários, mas ele é obrigatório para ser comentado *