Sobre a CHACINA de Colniza

CHACINA COLNIZA

Estado de Mato Grosso – Brasil

 B.O. (Boletim de Ocorrência)

Denunciante: Fórum de Direitos Humanos e da Terra de Mato Grosso e Entidades que assinam.

Vítimas:Izaul Brito dos Santos, 50 anos – Ezequias Santos de Oliveira, 26 anos – Samuel Antônio da Cunha, 23 anos – Francisco Chaves da Silva, 56 anos – Aldo Aparecido Carlini, de 50 anos – Edison Alves Antunes, 32 anos – Fabio Rodrigues dos Santos, 37 anos – Valmir Rangeu do Nascimento, 55 anos – Sebastião Ferreira de Souza, 57 anos. Assassinados cruelmente no dia 19 de abril do presente ano (2017), na Gleba Taquaruçu do Norte, município de Colniza-MT.

Autores: Agronegócio Latifúndio

Causa da Morte: Omissão e conivência do Estado.

Descrição dos Fatos: Há décadas o Senhor Latifúndio vem se apropriando das terras originalmente ocupadas pelos povos Indígenas, Quilombolas, Povos e Populações Tradicionais. Esta apropriação é feita de várias formas, com ameaças de morte e assassinatos. Só em Mato Grosso, segundo dados do Caderno Conflitos no Campo da Comissão Pastoral da Terra, são 127 assassinatos, no período de 1985 até 2016, somando às 9 de 2017, chega-se a 136 assassinatos. Neste mesmo período foram denunciados a situação de 8.547 trabalhadores em condição de Escravidão. Por todos estes crimes nenhum fazendeiro/latifundiário foi condenado ou preso. Registra-se também que outros crimes como desmatamento, envenamento da terra, das águas e dos pobres do campo para expulsá-los ocorrem cotidiamente sem nenhuma punição.

Hoje muitos latifúndios estão regularizados com ajuda de cartórios e políticas oficiais do Estado, terras que foram adquiridas cujo preço por hectare teve um custo inferior ao de uma caixinha de fósforo!

Em tempo, muitos indígenas foram mortos ou povos dizimados durante o roubo de suas terras.

Governo de Mato Grosso, se comprometeu e NÃO CUMPRIU:

  1. Implantar um Comitê para antecipação aos conflitos agrários, como instrumento de prevenção de conflitos e com participação de secretarias do Estado, do FDHT, Ouvidoria de Polícias, Conselho estadual de Direitos Humanos, INTERMAT, entre outros;
  2. Garantiu a adesão ao Programa de Proteção dos Defensores de Direitos Humanos – PPDDH;
  3. Afirmou que seria designado um Delegado de fora da região de Novo Mundo para dar andamento aos inquéritos policiais contra grileiro e seus “jagunços”, com envio dos mesmos para a Gerência de Combate ao Crime Organizado – GCCO; os inquéritos foram encaminhados, tudo continua parado;
  4. Reformular o Comitê de Conflitos Agrários;
  5. Aprovar o Plano Estadual de Diretos Humanos e da Terra Mato Grosso;
  6. Implantar a Ouvidoria de Direitos Humanos e da Terra;

 

OBS: Este BO não foi registrado em Delegacia porque em Mato Grosso muitos registros de ocorrências de violências contra trabalhadores não são aceitos ou quando são registrados são feitos para criminalizar os depoentes e também não lhes é fornecido cópia do BO. Mesmo o registro de 396 BO de um grupo até o momento não foi o suficiente para que a violência  fosse apuradas.

Cuiabá-MT, abril de 2017.

Assinam Também:

Adufmat-SSind. do ANDES/SN – Direção

Advogadas/os pela Democracia de Mato Grosso

Articulação de Esquerda

Associação Brasileira de Homeopatia Popular, ABHP

Associação Brasileira de Saúde Popular -ABRASP/BIO SAÚDE

Associação Matogrossense Divina Providência

Associação Brasileira dos Estudantes de Engenharia Florestal – ABEEF – Regional Cerrado e Coordenação Nacional

Associação das/os Amigas/os do Centro de Formação e Pesquisa Olga Benário Prestes (AAMOBEP)

Associação de Educação e Cultura Agroecológica Zumbis – AECAZ-Sinop/MT

Associação de Pós Graduandos da UFMT – APG-UFMT

Associação dos Geógrafos

Central Única dos Trabalhadores, CUT

Centro Burnier Fé e Justiça, CBFJ – CJCIAS

Centro de Direitos Humanos Dom Máximo Biennès – CDHDMD

Centro de Pastoral para Migrantes, CPM

Centro de Referência em Direitos Humanos

Centro Matogrossense de Estudos Geológicos UFMT/Cuiabá – CEMATEGE

Juventude Revolução

Centro Acadêmico de Agronomia – CAA – UFMT – Cuiabá

Centro Acadêmico de Ciências Sociais – CACIS/UFMT

Centro Acadêmico de Comunicação Social – CACOS/UFMT – Cuiabá

Centro Acadêmico de Enfermagem – CAENF/UFMT – Cuiabá

Centro Acadêmico de Geografia – CAGEO – Cuiabá

Centro Acadêmico de Nutrição – CANUT – UFMT Cuiabá

Centro Acadêmico de Saúde Coletiva – CASACO/UFMT – Cuiabá

Centro Acadêmico de Serviço Social – CASES/UFMT – Cuiabá

Centro Acadêmico de Psicologia – CAPSICO – Cuiabá

Conselho Indigenista Missionário, CIMI MT

Conferência dos Religiosos Regional Cuiabá

Conselho Nacional do Laicato do Brasil, CNLB

Comissão Pastoral da Terra, CPT- MT

Coletivo Feminista Classista Ana Montenegro

Coletivo Negro Universitário – UFMT

Coletivo de Saúde Mental – UFMT

Colônia de Pescadores do município de Sinop e região – COPESNOP

Comissão de Estudantes Indígenas – UFMT

Consulta Popular – MT

Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da UFMT

Congregação das Irmãzinhas Imaculada da Conceição

Coletivo Estudantil Para Todxs – MT

Direitos Humanos da Prelazia de São Félix do Araguaia

Diretório Acadêmico de Colíder – DAC – UNEMAT/Colíder

Diretório Central das/os Estudantes da UFMT – campus Cuiabá

Diretório Central dos Estudantes – DCE/UFMT – Rondonópolis

Diretório Central dos Estudantes – DCE/UFMT – Rondonópolis

Deputado Estadual Allan Kardec – PT/MT

Deputado Ságuas – PT-MT

Deputado Estadual Valdir Barranco – PT/MT

Escritório de Direitos Humanos da Prelazia de São Félix do Araguaia

Executiva Nacional de Serviço Social

Faculdade de Nutrição – FANUT/UFMT – Cuiabá

Faculdade de Nutrição – FANUT/UFMT – Cuiabá

Federação de Órgãos para Assistência Social e Educacional (FASE)

Federação dos Estudantes de Agronomia -FEAB –  Coordenação Regional VI

Fórum Teles Pires

Fórum de Articulação de Mulheres de Mato Grosso (FAMMT)

Fórum de Direitos Humanos e da Terra – MT

Frente Feminista da UFMT

Grupo de Estudo Educação Merleau-Ponty – GEMPO UFMT/IE

Grupo de Pesquisa Movimentos Sociais e Educação – GPMSE UFMT/IE

Grupo Pesquisador em Educação Ambiental, Comunicação e Arte, GPEA-UFMT

Grupo de Capoeira Quilombo-Angola – Cuiabá

Grupo de Pesquisa Enfermagem, Saúde e Cidadania (GPESC)- -UFMT

Instituto Caracol, iC

Instituto Humana Raça Fêmina, INHURAFE

Instituto de Formação Estudos e Pesquisa de Mato Grosso (IFEP)

Laboratório de Estudos e Pesquisas da Diversidade da Amazônia Legal – LEAL- Juara/MT

Levante Popular da Juventude

Maracatu Buriti Nagô – Cuiabá

Movimento Agroecológico Estudantil – M.A.E Terra

Movimento de Luta pela Terra (MLT)

Movimento dos Atingidos/as por Barragens – MAB/MT

Movimento estudantil Reconquistar a UNE

Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra, MST

Movimento dos Trabalhadores Rurais 13 de Outubro

Núcleo Interinstitucional de Violência e Cidadania

Núcleo de Pesquisa em Antropologia Social (NAPAS)

Núcleo de Estudos Rurais e Urbanos (NERU)

Partido Comunista Brasileiro (PCB)

Partido Comunista do Brasil (PCdoB) Cuiabá

Partido dos Trabalhadores (PT)

Partido Socialismo e Liberdade (PSOL)

PET Conexões de Saberes “Diferentes Saberes e Fazeres na UFMT”

PET Conexões de Saberes “Inclusão, Diversidade e Protagonismo na UFMT”

PET Conexões de Saberes “Universidade, saúde e Cidadania UFMT”

Pós-graduação em Política Social – UFMT

Projeto Canteiros da Unemat-Sinop/MT

RAÍZ MT – Movimento Cidadanista

Resistência Popular – MT

RuAção- Núcleo Interinstitucional Merleau-freiriano (UFMT)

RUA -Juventude Anticapitalista

Rusga Libertária -MT

Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso – SINDJOR/MT

Sindicato dos Servidores Públicos da Educação Profissional e Tecnológica de Sinop/MT – SINPROTEC

Sindicato dos Servidores Públicos Federais de Mato Grosso – SINDSEP/MT

Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso – Cuiabá (SINTEP Cuiabá)

Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso – Várzea Grande (SINTEP VG)

Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (SINTEP)

Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos em Educação da UFMT (SINTUF)

Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (SINASEFE)

Sindicato dos Trabalhadores Telefônicos do Estado de Mato Grosso – SINTTEL-MT

União de Negros/as pela Igualdade – UNEGRO/PANTANAL – Rondonópolis

Unidade Classista

União da Juventude Comunista

Artigos Relacionados

Leave a reply

Seu e-mail não será publicado nos comentários, mas ele é obrigatório para ser comentado *